Home / Brasil | Mundo / Redação / Educação / Estudar também é coisa de preto

Estudar também é coisa de preto

 

Nova Escola

Pesquisas mostram que pretos e pardos estão em desvantagem. Saiba como acabar com essa injustiça

Por: Paula Peres

 

O racismo da sociedade também é refletido na escola, segundo William (Tomás Arthuzzi)

Aos 28 anos, William Victorino de Castro é dançarino e morador do Capão Redondo, bairro na periferia da Zona Sul de São Paulo. Como toda pessoa negra, ele tem na ponta da língua os efeitos do racismo: “Em uma entrevista de emprego, se os candidatos são um branco e um preto, do mesmo lugar, com a mesma formação, o branco tem mais chance”.

Na 4ª série, William não sabia ler nem escrever. Repetiu de ano quatro vezes e desinteressou-se pela escola até abandoná-la, na 8ª série, aos 18 anos. Ainda sem saber ler. “Me diziam que se era para ficar bagunçando na escola, que eu fosse embora e desse a oportunidade para outra pessoa que aproveitaria melhor”, conta. Já adulto, o bailarino de hip-hop percebeu que precisava voltar a estudar. Matriculou-se na EJA em 2015, quando finalmente aprendeu a ler e escrever.

O caso do jovem é um exemplo de como o racismo está presente na escola: falhamos em matricular crianças negras, em garantir que elas permaneçam e, quando elas não largam os estudos, falhamos em fazer com que elas aprendam. Dados levantados pelo movimento Todos pela Educação com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2015 mostram que, apesar de 54% da população se declarar preta ou parda (os dois grupos formam, para as estatísticas, o conjunto dos negros), a proporção de pessoas brancas matriculadas em todos os segmentos é sempre maior. Além disso, dados do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) de 2015 também mostram diferença na aprendizagem: no 5º ano do Ensino Fundamental, enquanto 63,1% das crianças brancas tiveram aprendizado adequado em Língua Portuguesa, 56,3% dos pretos tiveram o mesmo desempenho e 41,5% dos pretos aprenderam o que tinham direito (veja mais informações no quadro da página 14).

A diferença pode ser explicada por diversos motivos, como o fato de que a população negra, em geral, é mais pobre. Mas não há como negar que há algo na rotina escolar que também contribui para a construção desses índices.

Um estudo conduzido por Paula Louzano, professora da Faculdade de Educação da USP, mostra que o fracasso escolar é maior entre alunos negros. Um exemplo é que 14% dos jovens negros apresentam mais de dois anos de atraso escolar, o dobro da proporção entre brancos (7%). “Podemos argumentar que o processo de escolarização de algumas crianças brasileiras é mais tortuoso que o de outras”, conclui a especialista.

A cor na escola

EDUCAÇÃO INFANTIL 91,6% das crianças brancas de 4 e 5 anos são atendidas, enquanto 89,8% das pardas e 87,3% das pretas frequentam a escola.

ENSINO MÉDIO 71% dos brancos frequentam, mas 57,8% dos pardos e 56,8% dos pretos são matriculados.

PORTUGUÊS 37,5% dos brancos e cerca de 22% dos negros têm aprendizado adequado no 3º do Ensino Médio.

MATEMÁTICA 12,2% dos brancos terminam a escola com aprendizagem adequada. Entre os negros, são 5% no máximo.

MATRÍCULAS NA EJA 36% são negros, somente 15% são brancos e 43% não declaram cor.

ESCOLARIDADE MÉDIA dos negros de 18 a 29 anos: 9,5 anos. Entre os brancos: 10,8 anos.

Faça um exercício e tente observar, na sua escola: nas turmas de reforço e recuperação, quantos alunos são negros? No conselho de classe, alunos brancos são avaliados da mesma maneira que os que possuem a pele mais escura?

Chegar à universidade, se formar, conquistar bons empregos, se tornar chefe ou simplesmente sobreviver: muito disso é um grande desafio para a maioria dos brasileiros, mas para os alunos negros é ainda maior. Os dados mostram que as barreiras enfrentadas por mulheres e homens se tornam cada vez mais difíceis conforme a cor da pele escurece. Essas informações têm se tornado mais conhecidas recentemente, mas o que ainda parece difícil de enxergar são os obstáculos que nós mesmos criamos para que as trajetórias desses estudantes sejam histórias de sucesso.

Racismo estrutural

Desde o início do século 20 se difundiu a ideia de que o Brasil vivia em uma democracia racial. Diferentemente dos Estados Unidos e de outros lugares onde o conflito marcava as relações entre grupos de diferentes descendências, no Brasil o convívio supostamente harmônico entre portugueses, negros e índios era a prova de que não haveria racismo por aqui. Parte dessa comparação surgia do fato de que nos Estados Unidos haviam leis, por exemplo, que obrigavam negros a sentar só na parte de trás dos ônibus. Bastou dar ouvido aos negros brasileiros para notar que a nossa democracia racial nunca foi verdade.

Para Mirian, as pessoas se incomodam com negros em cargos de liderança (Tomás Arthuzzi)

De obras surgidas no pós-abolição, como as de Lima Barreto (1881-1922), a músicas de grupos de rap como Racionais Mc’s, é possível ver como a cor da pele é um central nas histórias pessoais. “O Brasil foi forjado na violência contra negros e indígenas. Há um estado organizado a partir do racismo”, explica Maria Lucia da Silva, psicóloga do Instituto AMMA Psiquê e Negritude.

Aqui, cabe diferenciar preconceito e racismo. O primeiro se refere a um julgamento feito com base em alguma informação superficial que se tem sobre alguém, como ao dizer que todo negro é preguiçoso ou malandro. Mas o racismo é mais profundo: as estruturas que compõem a sociedade passam a se organizar de maneira a colocar negros em desvantagem. Daí vem o termo racismo estrutural ou institucional.

A gestora invisível

A década é 1970. Na sala de aula da antiga primeira série de uma escola pública, uma criança percebe que nunca é chamada por sua professora para ir ao quadro ou receber algum auxílio para resolver um exercício. Ela era a única negra da turma. “Eu não sabia, mas estava passando pelas primeiras experiências de racismo da minha vida”, conta Mirian Bernardo, hoje supervisora pedagógica do Colégio Municipal Dr. José Vargas de Souza, em Poços de Caldas, Minas Gerais.

Esse é um exemplo de como a convivência dos professores com os alunos impacta os jovens negros. Um estudo conduzido pelo professor da USP Ricardo Madeira comprova: ao comparar estudantes brancos e negros em mesmas condições – da mesma turma, de mesmo nível socioeconômico, com histórico escolar semelhante –, havia uma diferença fundamental entre os dois grupos. Alunos negros eram muito pior avaliados pelos próprios professores do que brancos (assista a entrevista). A sensação de discriminação sentida por William, o dançarino do início da reportagem, não é apenas impressão.

Para Valter Silverio, professor do departamento de Sociologia da UFSCar, pelo menos parte desse resultado é influenciado pelos estereótipos que pairam sobre sobre alunos negros. “Tem-se a ideia de que todo japonês é bom aluno, e de que todo negro não é inteligente, e sim malandro”, afirma. Essas visões preconceituosas interferem nas expectativas que os docentes têm sobre os alunos de pele mais escura. Por consequência, eles são tratados de maneira diferente e acabam aprendendo menos. “Em ambientes de estudo e trabalho, há uma relação profunda entre racismo e práticas cotidianas”, diz Ricardo Henriques, superintendente executivo do Instituto Unibanco.

Mirian aprendeu a impor sua presença onde chega para evitar questionamentos. “Nós temos que mostrar que merecemos estar ali, não temos que dar explicações a ninguém.”

Ainda assim, Mirian sente o racismo das famílias e dos alunos. “Tenho duas professoras negras em uma escola com 52 turmas. Se eu não apresento a docente, percebo que a família discrimina”, lamenta. Mirian sofre algo parecido em sua função. “Já teve gente que não acreditou que eu era a gestora de uma escola mesmo quando eu afirmava mais de uma vez.

Vestibular como militância

Foi difícil encontrar um espaço na agenda da vestibulanda Lilith Passos, 17 anos, para fazermos a sessão de fotos para este texto. Pela manhã, ela frequenta as aulas do 3º ano do Ensino Médio de uma escola pública em São Paulo. À tarde, assiste aulas de cursinho pré-vestibular popular e, aos sábados, participa de um preparatório específico para alunos que, como ela, querem estudar teatro no Ensino Superior. Naquela terça-feira, suas aulas da manhã tinham sido canceladas. Mesmo assim, tivemos pouco tempo.

Para Lilith, 17 anos, estudar para entrar na universidade pública também é militância (Tomás Arthuzzi)

O compromisso da tarde pertencia a outra parte importante da vida da jovem: a militância no movimento negro. Dias antes, um colega havia sido agredido por seguranças de um restaurante e um grupo de jovens retornaria ao local para fazer um protesto em frente ao empreendimento.

No último ano, as atividades da militância têm ficado um pouco de lado na rotina de Lilith. É que a pressão do vestibular demanda mais dedicação. E, para ela, ser aprovada tem tudo a ver com o combate ao racismo. “Penso muito sobre quem tem acesso às universidades públicas”, diz ela, se referindo à baixa presença de pessoas pretas e pardas no ambiente. “Ocupar esse espaço também é a minha luta”, diz ela.

Acredite muito

NA EDUCAÇÃO INFANTIL, observe o nível de atenção que você oferece a seus alunos brancos e negros.

OUÇA seus estudantes e professores pretos e pardos para saber como a relação com a escola pode melhorar.

INCENTIVE seus alunos negros a compartilhar conhecimentos com a turma e liderar projetos e atividades em grupo.

CONVERSE sobre carreira, sonhos e planos com os alunos. O que querem fazer quando acabar a Educação Básica?

MUDE O CURRÍCULO para inserir contribuições da cultura afro-brasileira para a sociedade.

MOSTRE EXEMPLOS de pretos e pardos bem-sucedidos em suas áreas de conhecimento.

A motivação de Lilith para conquistar esse espaço é um grande diferencial para que ela de fato tenha chance de ser aprovada no vestibular. Mas isso só é possível por dois motivos: a crença que ela própria tem em sua capacidade – a tão falada autoestima, mas dessa vez não restrita a características físicas – e o apoio de adultos e colegas que também acreditam no potencial dela.

A situação, como vimos, não é a mesma para a maioria dos estudantes. Para superar esse problema, é preciso trazer o racismo para o centro do debate. Na Zona Norte do Rio de Janeiro, no bairro do Acari, uma escola com nome de rainha angolana desenvolveu um projeto para promover a cultura afro-brasileira e também ajudar os alunos a refletir sobre a própria identidade deles.

Isa (à esquerda) e Tânia (à direita) se mobilizaram para recuperar a autoestima dos alunos negros (Tomás Arthuzzi)

O CIEP 173 Rainha Nzinga de Angola tem 678 alunos, dos quais 360 são negros. “Eles não se reconheciam negros no censo que realizamos anualmente, diziam ser morenos”, conta Tânia de Lacerda Gabriel, diretora. Os alunos associavam a identificação negra com algo ruim. Piadas e apelidos sobre cor eram frequentes e quando questionados sobre o porquê de não realizarem o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), eles justificavam: “Essa prova é coisa de branco”.

Tânia e a coordenadora pedagógica Isa Mirian da Silva Santos elaboraram um projeto que mexeu com o currículo e com as relações na escola. Os professores receberam formação para abordar conteúdos afro-brasileiros e lidar com o racismo. “O objetivo era que todos entendessem que ser negro não é uma coisa ruim. Eles chegavam a achar que brancos e negros aprendiam de maneiras diferentes, e mostramos que, biologicamente, não há diferenças.” Debates francos como esse ofereceram uma nova visão aos estudantes.

Dois anos depois, os resultados. A autoestima dos alunos melhorou, muitos assumiram seus cabelos naturais, e o censo realizado anualmente já mostra que os alunos têm mais segurança para indicar sua cor. “Elevar a autoestima é a questão primordial. Hoje, percebemos que eles têm orgulho de ser negros e isso aumentou o interesse pela escola”, resume Tânia.

Em sala, o tratamento diário também tem efeito: incentivá-los a prestar o Enem ou na formulação de um projeto de vida, cobrar que se esforcem e garantir todo o apoio para que avancem nas suas aprendizagens faz toda a diferença. No fim das contas, o trabalho dos educadores é uma força poderosa contra o racismo.

22 comments

  1. tmbtiushi@gmail.com'

    My spouse and i felt absolutely joyful Raymond managed to round up his basic research via the ideas he discovered using your weblog. It’s not at all simplistic to simply always be handing out concepts most people could have been selling. So we take into account we have the website owner to appreciate because of that. These explanations you have made, the straightforward blog navigation, the friendships you can assist to promote – it is most wonderful, and it’s facilitating our son and us reckon that the article is entertaining, which is certainly really serious. Many thanks for everything!

  2. ntacjnnnzs@gmail.com'

    I want to express some appreciation to you just for rescuing me from such a issue. As a result of researching throughout the internet and meeting principles that were not powerful, I figured my life was gone. Existing minus the strategies to the difficulties you’ve fixed by means of your site is a critical case, and the kind that could have adversely affected my entire career if I hadn’t noticed your web page. Your own personal expertise and kindness in controlling all the details was priceless. I’m not sure what I would have done if I hadn’t encountered such a stuff like this. I am able to at this point look forward to my future. Thanks so much for the specialized and amazing help. I won’t be reluctant to endorse your web sites to any individual who needs and wants recommendations on this issue.

  3. rpgmnv@gmail.com'

    You made some decent factors there. I looked on the web for the issue and located most individuals will go along with together with your website.

  4. tmsgato@gmail.com'

    I together with my buddies have been taking note of the great tips from your web blog and then immediately came up with a horrible suspicion I never thanked the blog owner for those tips. All the guys were absolutely passionate to learn all of them and now have quite simply been enjoying them. We appreciate you being considerably kind as well as for pick out variety of brilliant things most people are really needing to discover. Our honest apologies for not saying thanks to earlier.

  5. wixqozfeusq@gmail.com'

    I simply wished to appreciate you once more. I am not sure the things that I would have used without the entire strategies documented by you on such a theme. Previously it was the frightening matter in my view, however , taking note of a specialised approach you treated it took me to weep for fulfillment. I am just thankful for your support and thus sincerely hope you are aware of a great job you are always putting in instructing people via a web site. Most probably you have never got to know all of us.

  6. bqiltlyneox@gmail.com'

    Thanks for all your labor on this blog. My mom really likes conducting internet research and it is easy to see why. Many of us learn all concerning the dynamic tactic you produce sensible thoughts on this blog and inspire participation from people on that concern then our child is truly learning so much. Enjoy the remaining portion of the year. You’re performing a really great job.

  7. csyqosvfmlh@gmail.com'

    I must express appreciation to this writer for bailing me out of such a incident. Right after researching throughout the search engines and coming across opinions which were not productive, I assumed my entire life was done. Being alive without the answers to the problems you have sorted out through the posting is a crucial case, and the ones which might have badly damaged my career if I hadn’t encountered your blog post. Your talents and kindness in dealing with all the pieces was precious. I don’t know what I would have done if I had not come upon such a thing like this. I’m able to at this moment look forward to my future. Thanks a lot very much for this specialized and sensible help. I won’t hesitate to endorse your blog post to anybody who needs care about this subject.

  8. ptddafrfvy@gmail.com'

    A lot of thanks for each of your labor on this site. My mother delights in participating in investigation and it’s really easy to see why. Most of us know all about the compelling mode you give important items on your web site and as well as welcome participation from other people on the area and our favorite princess is really discovering a lot of things. Take pleasure in the remaining portion of the year. Your performing a pretty cool job.

  9. iizfsbsje@gmail.com'

    I precisely desired to thank you so much once again. I am not sure what I could possibly have accomplished without the entire aspects shown by you on such subject matter. It actually was a traumatic scenario in my view, however , taking a look at a new skilled strategy you handled the issue made me to jump over joy. I’m happy for your work as well as expect you really know what a great job you have been accomplishing training the mediocre ones through the use of your webpage. I am certain you haven’t met all of us.

  10. pkwnto@gmail.com'

    Needed to draft you this little bit of word to help say thanks a lot again for your fantastic tricks you have discussed in this case. It was so shockingly generous with people like you to supply publicly what exactly a number of us might have marketed for an e-book in order to make some money for their own end, even more so considering the fact that you could have tried it in the event you desired. The strategies as well worked as the great way to comprehend many people have the same dreams just like my personal own to know very much more on the subject of this condition. I believe there are some more pleasurable occasions ahead for folks who scan your blog.

  11. rkkrzjmlfxp@gmail.com'

    Needed to draft you a tiny word to be able to give thanks over again over the extraordinary techniques you have provided here. It’s certainly pretty generous of you to convey extensively what exactly a few individuals might have made available as an electronic book to generate some profit on their own, certainly considering the fact that you might have tried it in the event you wanted. Those techniques likewise worked as a great way to comprehend other people online have a similar fervor like my own to find out more and more with respect to this matter. I am certain there are thousands of more fun moments in the future for people who examine your site.

  12. izdacmjpj@gmail.com'

    A lot of thanks for your entire efforts on this blog. My mother take interest in participating in investigations and it is easy to see why. We all know all about the compelling mode you offer both interesting and useful tips and hints by means of the website and even inspire participation from other individuals about this content then our favorite princess is now starting to learn a lot of things. Enjoy the rest of the year. You’re the one conducting a powerful job.

  13. fsubeloqpwz@gmail.com'

    I in addition to my guys have been checking the nice hints on the blog and so all of a sudden I had a horrible suspicion I never expressed respect to you for those tips. The young men happened to be totally glad to study them and now have surely been taking pleasure in these things. Appreciation for getting simply kind and for figuring out these kinds of excellent guides most people are really wanting to discover. My personal honest regret for not saying thanks to you sooner.

  14. tqclhc@gmail.com'

    My husband and i got very relieved Peter could finish off his studies from the ideas he obtained from your site. It’s not at all simplistic to just always be giving away concepts that many some people might have been making money from. And now we do know we have the blog owner to be grateful to for that. The most important illustrations you have made, the simple blog menu, the relationships you will aid to engender – it’s most sensational, and it’s really facilitating our son in addition to our family reckon that this idea is cool, which is tremendously fundamental. Thank you for the whole lot!

  15. qezzvzjmbvd@gmail.com'

    My spouse and i felt now lucky John could finish up his web research while using the ideas he gained out of the blog. It’s not at all simplistic to simply continually be giving out key points which usually some other people may have been trying to sell. And now we fully grasp we’ve got the website owner to thank for this. The most important illustrations you have made, the straightforward web site navigation, the friendships you can assist to promote – it’s everything excellent, and it’s really helping our son in addition to our family reason why that matter is brilliant, which is certainly tremendously essential. Thanks for all!

  16. ziarswfg@gmail.com'

    I in addition to my buddies have already been reading through the great things found on your web page while quickly developed an awful suspicion I never expressed respect to the website owner for those tips. Those young boys appeared to be so passionate to see all of them and have now sincerely been making the most of these things. Appreciation for genuinely well helpful and for getting varieties of wonderful areas most people are really desperate to be aware of. My honest regret for not expressing gratitude to you earlier.

  17. lcggzs@gmail.com'

    I in addition to my guys have already been looking through the nice tips and hints located on your web blog then all of a sudden I had a horrible suspicion I never thanked the website owner for those strategies. My ladies are actually joyful to study all of them and have now really been enjoying those things. Many thanks for simply being indeed kind and then for making a choice on this sort of nice useful guides millions of individuals are really eager to know about. My honest apologies for not expressing gratitude to sooner.

  18. pbehrcys@gmail.com'

    I enjoy you because of all of your labor on this web page. Betty really loves doing investigations and it’s simple to grasp why. A lot of people learn all relating to the compelling means you offer very useful things via the website and as well attract contribution from other people on the area of interest then our favorite princess is always discovering so much. Take advantage of the rest of the year. You have been performing a first class job.

  19. qkytocfjfsh@gmail.com'

    I in addition to my pals were actually looking at the good guidelines on your website and immediately I had a horrible suspicion I never expressed respect to the web blog owner for those tips. Most of the men are already joyful to see them and have simply been enjoying these things. Appreciation for being indeed helpful as well as for selecting these kinds of notable resources millions of individuals are really desirous to learn about. Our sincere apologies for not expressing gratitude to you earlier.

  20. pfebmz@gmail.com'

    A lot of thanks for your whole work on this web page. My aunt takes pleasure in managing internet research and it is simple to grasp why. Many of us learn all regarding the compelling form you give very useful things by means of your web blog and therefore cause participation from some other people on this idea then our favorite girl is certainly being taught a lot of things. Enjoy the remaining portion of the year. You are performing a powerful job.

  21. umudgmo@gmail.com'

    Thanks for your whole efforts on this web page. My aunt loves making time for research and it’s really simple to grasp why. We all learn all of the compelling mode you convey practical guidance on your website and in addition attract contribution from others on the content while our favorite girl has always been becoming educated a lot. Have fun with the remaining portion of the new year. You are always doing a very good job.

  22. ukrhrbovpqp@gmail.com'

    I simply desired to thank you so much again. I’m not certain the things I would’ve gone through without the type of methods provided by you over such field. It truly was a real depressing matter for me, nevertheless viewing your expert form you handled that forced me to leap over delight. Extremely thankful for this guidance and expect you really know what a great job you are doing educating some other people by way of a web site. I know that you have never come across any of us.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

x

Check Also

Representantes de Religiões Afro exigem direito de resposta contra TV Record

TRF julgará direito de resposta das ...