Home / Direitos Humanos / Jovem morre com tiro nas costas dado por PM após deixar mochila cair, diz família

Jovem morre com tiro nas costas dado por PM após deixar mochila cair, diz família

A família de um jovem de 18 anos acusa um policial militar do 20º BPM (Mesquita) de ter feito o disparo que o matou, na madrugada desta quarta-feira, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Segundo parentes, Luis Guilherme dos Santos havia acabado de sair do trabalho com dois colegas quando dois PMs se aproximaram para abordar o caminhão em que estavam na Rua Dom Walmor, no Centro da cidade. Os três saltaram do veículo. Luis teria deixado a mochila cair e, então, um dos agentes atirou.

— Meu sobrinho estava com a mochila no colo e, quando saiu (do caminhão), ficou com ela na mão, mas a deixou cair. No que ele foi abaixar para pegá-la, o policial atirou nele, conforme os relatos dos meninos (os dois rapazes que acompanhavam o jovem). Não sei se foi porque (o PM) ficou nervoso ou se achou que ele fosse pegar alguma arma na mochila. O tiro pegou nas costas e vazou pelo peito. Acredito que tenha sido de fuzil. O menino que estava com ele ficou muito nervoso, e o policial ficou desesperado também, como o amigo do Luis disse depois — contou Tatiana Maria dos Santos, de 37 anos, ao EXTRA.

A Polícia Militar informou que o PM apontado como o autor do disparo foi afastado das ruas. Em nota, a corporação diz que colabora com as investigações da Polícia Civil sobre o ocorrido:

“O comando do 20º BPM (Mesquita) abriu Inquérito Policial Militar para para apurar as circusntâncias do fato. O policial militar foi apresentado à Central de flagrantes (53ª DP), sendo ouvido e liberado pelo delegado. O policial militar foi afastado das ruas e a Polícia Militar está contribuindo com a Polícia Civil com as informações necessárias”.

Segundo parentes de Luis, jovem trabalhava com produção de eventos
Segundo parentes de Luis, jovem trabalhava com produção de eventos Foto: Facebook/Reprodução

Luis Guilherme trabalhava com produção de eventos. Ele e os dois amigos tinham desmontado um palco no Shopping Nova Iguaçu e voltavam os equipamentos para a empresa quando ocorreu a abordagem policial, segundo o relato de testemunhas à família do jovem. O rapaz chegou a ser levado para o Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI), mas não resistiu aos ferimentos.

— O que nós sabemos das pessoas que trabalham com ele é que a abordagem foi de madrugada, por volta das 4h. Estavam com ele o motorista do caminhão, um ajudante e mais o chefe deles, que seguia em outro carro — disse Tatiana.

Em nota, a Polícia Civil informou que o “policial vai responder inquérito em liberdade pois imaginou que a vítima estaria armada em razão de alguns fatores como alta incidência de violência naquele horário e local, o caminhão trafegando em alta velocidade junto com o veículo Siena, no momento da abordagem o Siena deu marcha ré e o movimento rápido feito pela vítima quando deixou a mochila cair ao chão”. A polícia informou ainda que a arma do PM foi apreendida para exame pericial.

Luis será enterrado às 14h desta quinta-feira no Cemitério municipal de Nova Iguaçu.

Nas redes sociais, parentes e amigos de Luis lamentam a morte dele e prestam condolências:

“Hoje nosso coração chora com a falta que você faz. Nos despediremos hoje de você, um jovem lindo, cheio de vida, com um sorriso contagiante. Te amo, lindo da tia. Sem palavras para expressar nossa dor”, escreveu a tia Tatiana no Facebook.

“A única coisa que nós amigos podemos fazer é nos colocarmos à disposição para ouvir no momento em que quiserem falar e oferecer nosso ombro e coração para apoiar vocês”, afirmou um amigo da família.

Só no Portal Áfricas, “Palavras ganham voz”

x

Check Also

Vencedor do Pulitzer, ‘Underground Railroad’ é lançado no Brasil

Livro de Colson Whitehead mescla elementos ...