Home / Notícias / Africas / Colaboradores / Mônica Aguiar / Mulheres Negras debatem racismo e resistência

Mulheres Negras debatem racismo e resistência

por Mônica Aguiar colunista do Portal Áfricas

Segunda-feira (13) acontece o debate “Mulheres Negras: Violência e a Resistência da Mulher Negra”, às 11h no auditório da DGA. A atividade contará com a presença da deputada estadual Leci Brandão; da técnica-administrativa, promotora legal popular e militante do FECONEZU (Festival Comunitário Negro Zumbi) Magali Mendes; da diretora do STU Margarida Barbosa; e da estudante Tayna Aparecida Santos.

As palestrantes vão abordar as múltiplas dimensões das violações de direitos cometidas no Brasil contra mulheres negras, mas também as diversas formas de mobilização, organização e resistência que essa parcela da população brasileira articula para enfrentar o racismo estrutural. Também estará em debate a potência da luta das mulheres negras, que derrubaram a escravidão e a ditadura, conquistaram políticas públicas (como o SUS, a Política de Saúde da População Negra, as leis Maria da Penha e do Feminicídio, a regulamentação do trabalho doméstico), mas agora mais uma vez são o principal alvo das políticas de ajuste e retrocesso.
O debate faz parte das celebrações do Mês da Consciência Negra na Universidade. As atividades estão sendo organizadas conjuntamente pelo Sindicato dos Trabalhadores da Unicamp (STU), pelo Núcleo de Consciência Negra da Unicamp (NCN) e pelo Fórum de Integração Cultural Afro-brasileiro da Unicamp (Ficafro). O objetivo é chamar a comunidade da Unicamp à reflexão, à consciência e à luta contra o racismo estrutural no Brasil.
As atividades são parte da luta de resistência contra o racismo, a opressão de gênero e raça e a superexploração a que está submetido o povo negro em nosso país. Especialmente as mulheres negras. Os ataques dos direitos constitucionais, o desmonte do Estado e a tentativa de deslegitimização dos movimentos sociais que vem crescendo de forma alarmante desde o golpe de 2016 têm como alvo principal negras e negros.

 

Leia também:   Adesão ao Programa São Paulo Contra o Racismo facilita denúncia
Você pode conferir a programação no portal do STU.

 

SERVIÇO:
Debate “Mulheres Negras: Violência e a Resistência da Mulher Negra”
Segunda-feira (13) – 11 horas
Auditório da DGA (Praça das Bandeiras, 45 – Quadra 2 – Prédio 1 – Cidade Universitária “Zeferino Vaz” – Barão Geraldo – Campinas/SP)

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

x

Check Also

Veja o esquema de trânsito para os show de Bruno Mars no Morumbi, em SP

  Carlos Romero Os organizadores estimam ...